Ministério da Agricultura interdita fábrica da Backer em BH

Cervejaria é investigada em apuração sobre síndrome desconhecida que matou uma pessoa em Minas. Substância tóxica dietilenoglicol foi identificada em amostras de dois lotes da cerveja Belorizontina.


O ministério da Saúde interditou a cervejaria Backer, de Minas

O ministério da Saúde interditou a cervejaria Backer, de Minas

O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) interditou na tarde desta sexta-feira (10) a fábrica da cervejaria Backer no bairro Olhos D’água, na Região Oeste de Belo Horizonte. Técnicos do ministério foram ao local e decidiram periciar todos os lotes de cerveja da fábrica.

A Polícia Civil investiga se o consumo da cerveja Belorizontina, da Backer, tem relação com a síndrome desconhecida – chamada pelas autoridades de síndrome nefroneural – que atingiu até o momento 10 pessoas em Minas Gerais. Uma delas morreu.

O Mapa afirmou que apreendeu 16 mil litros de cerveja e que faz analises laboratoriais em amostras.

Segundo a corporação, exames de sangue de três pacientes identificaram o dietilenoglicol.

Durante coletiva nesta tarde, a diretora de marketing da Backer, Paula Lebbos, afirmou que a cervejaria ainda não havia sido notificada da interdição. Ela chegou a dizer que a produção seria paralisada neste sábado (11) para testes com fornecedores. O advogado da empresa afirmou que após notificação vai recorrer da interdição.

Backer diz que vendeu cervejas de lote que pode ter contaminação para 3 estados e DF

Backer diz que vendeu cervejas de lote que pode ter contaminação para 3 estados e DF

Em nota a Backer afirmou que não utiliza o dietilenoglicol em sua fábrica no processo de fabricação de qualquer bebida, inclusive a Belorizontina. A empresa disse ainda que que vai trocar ou devolver o dinheiro ao consumidor que tiver a Belorizontina de qualquer lote.

Notificação do Ministério da Justiça

O Ministério da Justiça notificou a Backer nesta sexta-feira (10) sobre a possível contaminação da cerveja Belorizontina. A empresa tem dois dias para apresentar campanha de recall, ou “comprovações de que o produto não está ligado ao fato” e também informar em quais estados da federação os lotes foram comercializados.

Técnicos do Ministério da Agricultura fecharam a fábrica da Backer nesta sexta-feira (10) — Foto: Lucas Ragazzi/TV Globo

Técnicos do Ministério da Agricultura fecharam a fábrica da Backer nesta sexta-feira (10) — Foto: Lucas Ragazzi/TV Globo

Técnicos do Ministério da Agricultura fecharam a fábrica da Backer nesta sexta-feira (10) — Foto: Lucas Ragazzi/TV Globo

Indústria cervejeira não usa dietilenoglicol’, diz especialista sobre substância

Indústria cervejeira não usa dietilenoglicol’, diz especialista sobre substância

‘SÍNDROME MISTERIOSA’ EM BELO HORIZONTE

Newsletter G1Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Read More

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui