Morre aos 88 anos o ex-goleiro do Palmeiras Valdir Joaquim de Morais

Morreu na tarde deste sábado (11), em decorrência de falência múltipla dos órgãos, o ex-goleiro do Palmeiras Valdir Joaquim de Morais. Ele tinha 88 anos e estava internado deste a última terça-feira (7), na emergência do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, cidade da qual era natural.

O ex-jogador já se encontrava com a saúde debilitada desde 2016, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). No ano seguinte, sofreu uma fratura do fêmur, passando a ficar de cama. Nos últimos meses seu estado de saúde havia piorado bastante, passando a ser crítico nas últimas semanas.

O velório do ex-jogador palmeirense será realizado neste do domingo (12), entre as 80h30 e 16 horas, no cemitério São Miguel e Almas. Em seguida ele será cremado.

Vitoriosa carreira e pioneirismo

Por uma década, Valdir Joaquim de Morais vestiu a camisa do Palmeiras em 480 partidas, entre os anos de 1958 e 1968. Apesar da baixa estatura – media 1,75m de altura – foi titular absoluto da meta palmeirense. Pelo Verdão, conquistou o Campeonato Paulista em 1959, 1963 e 1966. Foi ainda campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa em 1967, duas vezes da Taça Brasil (1960 e 1967) e venceu ainda o Rio-São Paulo de 1965.

Antes de defender o alviverde, Valdir havia iniciado sua carreira no extinto time do Renner, de Porto Alegre, em 1947. No clube, onde ficou até se transferir para o time paulista, conquistou um título do Campeonato Gaúcho.

Ele pendurou as luvas em 1969, mas ainda continuou trabalhando no Palmeiras, onde a exercer a então função de preparador de goleiros, algo que ainda não tinha no Futebol brasileiro. Esse mesmo trabalho ele desenvolveu na Seleção Brasileira, treinando os goleiros na Copa de 1982. Também desempenhou essa função em outros times brasileiros, como São Paulo, Corinthians e São Bento de Sorocaba.

Ainda no Palmeiras, foi técnico interino em algumas ocasiões entre os anos de 1973 e 1980. Nos anos 90, à convite de Vanderlei Luxemburgo, desenvolveu a função de consultor técnico entre 1993 e 1997, época de grandes conquistas do clube, incluindo dois títulos paulistas e dois do Brasileirão, além de um Rio-São Paulo.

Em 2018, o Palmeiras batizou a sala da comissão técnica com seu nome.

Clubes e ex-jogadores lamentam morte de Valdir

O Palmeiras publicou em seu site oficial uma nota onde lamenta a morte de seu ex-jogador e membro da comissão técnica e publicou um histórico de sua carreira, tanto como goleiro como preparador de goleiros, destacando seu pioneirismo na função. “Eternizado na história da Sociedade Esportiva Palmeiras. Obrigado, obrigado e obrigado”, postou o perfil oficial do clube no Twitter.

“Vou levar pra sempre sua amizade, carinho e seus ensinamentos”, postou o ex-goleiro, e hoje comentarista nos Estados Unidos, Bruno. “Descanse em paz, seu Valdir!”, escreveu o pentacampeão e ídolo palmeirense Marcos.

O Corinthians também manifestou pesar por meio de seu site oficial. No pequeno texto, o clube lembrou das conquistas que ele teve no clube como preparador de goleiros na década de 80 e também de suas passagem como supervisor técnico na virada do milênio.

Não perca a nossa página no Facebook!

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Read More

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui