Oséias Pereira da Fonseca - Foto Amanda Antunes
Oséias Pereira da Fonseca - Foto Amanda Antunes

O porteiro de uma igreja evangélica foi preso na noite dessa quinta-feira (2), acusado de importunação sexual contra uma criança de apenas 10 anos. Oséias Pereira da Fonseca, de 51 anos, trabalhava como porteiro na Assembleia de Deus do Bairro PTB, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar (PM), Oséias pediu que a menina o enviasse fotos e vídeos nua. Ela contou ao pai, que armou uma armadilha. Se passando pela filha, ele fez com que o porteiro realizasse uma chamada de vídeo, que serviu de provas para a prisão.

“A minha filha me procurou e disse: ‘olha o que o Oséias está me mandando’. Aí eu peguei o celular e o vi exigindo, pedindo chamada de vídeo, pedindo para que ela tirasse a roupa. Eu fiquei cego na hora. Minha vontade era de acabar com ele, mas eu consegui manter a calma, fui até a base da Polícia Militar, e lá eu fui orientado a continuar a conversa e conseguir mais e mais provas”, conta o pai da vítima.

Com isso, ele conseguiu registrar toda a conversa. “Eu gravei a chamada de vídeo completa. Ele [o porteiro] tirando a roupa, se masturbando… tudo.”

Oséias também contou que conheceu a vítima na igreja. Por causa da natureza do crime, a Polícia Civil (PC) investigará se o porteiro fez outras vítimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.